Rebranding: como funciona e quando fazer

A ferramenta de Marketing ideal para o seu negócio.

Rebranding: como funciona e quando fazer.

O que é rebranding?

O rebranding é uma estratégia de marketing que envolve a reformulação da identidade visual, mensagens e posicionamento de uma marca. Não se trata apenas de uma mudança de logotipo, mas sim de uma transformação profunda na forma como a marca é percebida pelos consumidores. Pode envolver desde ajustes sutis até mudanças radicais na imagem da empresa.

Como fazer rebranding?

Pesquisa profunda: Antes de iniciar qualquer mudança, é imperativo realizar uma pesquisa aprofundada. Isso envolve uma análise minuciosa do mercado, a compreensão das tendências atuais, a identificação da concorrência e a coleta de feedback dos clientes. O objetivo é obter uma visão abrangente da posição atual da marca no mercado.

Definição de objetivos: Com base na pesquisa, é fundamental estabelecer metas claras para o rebranding. Perguntas como “Por que estamos fazendo isso?” e “O que queremos alcançar?” orientam o processo. Os objetivos podem variar desde a modernização da imagem até a redefinição da proposta de valor, mas devem ser específicos, mensuráveis e alinhados com a visão estratégica da empresa.

Colaboração profissional: O rebranding é um trabalho conjunto que exige competências diversas. Envolva profissionais qualificados, como designers gráficos, especialistas em marketing e consultores de marca. Essa equipe multifuncional garantirá uma abordagem abrangente, combinando expertise técnica com uma compreensão profunda da identidade da marca.

Comunicação eficiente: Ao longo do processo, a comunicação é fundamental. Mantenha os stakeholders informados sobre as mudanças planejadas, explicando os motivos por trás delas e os benefícios esperados. A transparência ajuda a construir confiança e reduzir possíveis resistências internas e externas.

Implementação gradual: 

A introdução da nova identidade deve ser feita de maneira gradual e estratégica. Seja nas redes sociais, site, embalagens ou lojas físicas, a mudança deve ser progressiva. Isso dá tempo aos consumidores para se ajustarem, minimizando qualquer possível impacto negativo na lealdade à marca.

Quando fazer um Rebranding?

1. Mudanças de mercado: 

O ambiente de negócios está sempre em evolução, impulsionado por mudanças nas preferências dos consumidores, avanços tecnológicos e novas tendências. Se a marca perceber que as demandas do mercado estão mudando e que sua imagem atual não mais ressoa com o público-alvo, esse é um indicativo forte para considerar o rebranding. A adaptação às novas tendências é essencial para garantir a relevância contínua.

2. Reposicionamento estratégico:

Quando há uma mudança significativa na visão estratégica da empresa, seja para atender a um novo público-alvo, expandir sua oferta de produtos ou comunicar uma proposta de valor diferenciada, o rebranding torna-se uma ferramenta poderosa. Essa transformação visual e conceitual permite que a marca comunique efetivamente sua nova direção, evitando confusões entre os stakeholders.

3. Feedback negativo persistente: 

Se a marca enfrenta críticas constantes, uma imagem negativa persistente ou perda de confiança por parte dos consumidores, o rebranding pode ser uma estratégia para reconstruir sua reputação. Isso envolve uma revisão profunda da identidade da marca, ajustando mensagens e valores para reconquistar a confiança e conquistar uma percepção mais positiva.

Cases de sucesso no rebranding de marcas

O rebranding, quando executado com maestria, pode ser a chave para revitalizar uma marca e reposicioná-la no mercado. Vamos explorar alguns casos notáveis que não apenas transformaram a identidade visual, mas também impulsionaram o sucesso das marcas de maneira significativa:

Apple:

A Apple é um dos exemplos mais marcantes de rebranding bem-sucedido. Originalmente reconhecida como uma empresa de computadores, a Apple transformou sua imagem para representar inovação, estilo de vida e simplicidade. O rebranding não se limitou ao design do logotipo, mas incorporou uma mudança completa na abordagem de marketing. A introdução de produtos revolucionários, como o iPhone, refletiu o novo posicionamento da Apple como uma marca que não apenas vende produtos, mas sim um estilo de vida conectado à inovação.

Starbucks: 

A Starbucks, famosa por seu café premium, passou por um rebranding que transcendia a simples venda de bebidas. Ao abraçar a ideia de comunidade e sustentabilidade, a empresa transformou suas lojas em espaços acolhedores, focados não apenas no café, mas também na experiência. A mudança na identidade visual foi acompanhada por iniciativas de responsabilidade social e ambiental, refletindo o compromisso da Starbucks com valores além do lucro. Esse rebranding contribuiu para a construção de uma conexão emocional mais profunda com seus clientes.

Nike: 

A Nike é outro exemplo inspirador de rebranding que transcendeu a esfera do esporte. A marca evoluiu de uma empresa de calçados esportivos para uma força cultural global. O lançamento da icônica campanha “Just Do It” foi parte integrante desse processo de rebranding. A mensagem encorajadora e motivadora não apenas impulsionou as vendas, mas também posicionou a Nike como uma marca de estilo de vida. O rebranding focado na narrativa e no propósito contribuiu significativamente para a posição de destaque da Nike no mercado.

Fale com um especialista em Marketing

Preencha o formulário e assista em tempo real o que o sistema poderá fazer pela sua empresa

Em qual serviço deseja se logar?

Preencha com seus dados e receba uma mensagem no WhatsApp!